Notícias

Cólica ou hemorragia menstrual podem estar relacionadas à Miomatose Uterina

stomachpain

Olá meus amigos, tudo bem? Hoje venho falar sobre um assunto ligado a saúde da mulher, o Mioma Uterino!

Esses miomas são tumores benignos (não cancerosos) que aparecem geralmente na idade fértil e se desenvolvem a partir do tecido muscular liso do útero (miométrio). O aumento destes miomas pode variar de estágio, tendo lentidão e, em seguida, surtos de crescimento.

Não se sabe ao certo as causas do mioma e como prevenir, mas pode estar ligado a fatores hormonais, como o estrogênio e a progesterona, que estimulam o desenvolvimento do endométrio durante cada ciclo menstrual a fim de prepará-lo para a gravidez e que, em desequilíbrio, pode provocar o crescimento dos fibroides.

Alguns fatores de risco podem aumentar o indício de mioma uterino, como a hereditariedade, a raça (mulheres negras são mais propensas à doença), início precoce da menstruação, dieta rica em carne vermelha e ingestão de álcool.

Muitas mulheres podem não apresentar sintomas de mioma, recebendo o diagnóstico durante exames de rotina, mas saiba que outras podem apresentar:

  • Menstruação com fluxo pesado e períodos prolongados.
  • Cólica intensa.
  • Sangramentos mensais atípicos.
  • Dor pélvica.
  • Vontade frequente de urinar.
  • Prisão de ventre.
  • Dor na relação sexual.
  • Útero e abdômen aumentados.
  • Dificuldade de esvaziar a bexiga.

Caso esteja apresentando um ou mais sintomas, procure um médico ginecologista para que seja prescrito os exames de ultrassonografia transvaginal e hemograma, além de ressonância magnética para descobrir quantos miomas você tem e o tamanho de cada um deles.

Como muitas mulheres não apresentam sintomas ou incômodos, geralmente não há necessidade de utilizar medicamentos, mas as consultas medicas são essenciais para acompanhar o desenvolvimento dos miomas. Já para os casos que desenvolveram sintomas, as recomendações são de medicamentos hormonais para impedir o desenvolvimento do óvulo, anti-inflamatórios para a dor, métodos contraceptivos e suplemento de vitaminas e ferro para repor os nutrientes perdidos no sangramento.

Nos casos extremos, é recomendada a consulta com cirurgião vascular para tratamentos cirúrgicos minimamente invasivos, como embolização da artéria uterina que pode evitar uma cirurgia aberta tradicional.

Apesar de os miomas não evoluírem para um câncer na maioria dos casos, é preciso tomar cuidado com suas complicações, como a anemia devido à perda excessiva de sangue. Espero que tenha gostado e fique a vontade para deixar um comentário. Até a próxima!

Deixe um Comentário