Tratamentos

Varizes e Vasinhos

Cirurgia de Varizes a Laser
O procedimento se destaca entre os pacientes por ser minimamente invasivo e consiste na introdução de fibra ótica conduzida ao interior da veia varicosa para causar o fechamento do vaso. O método é rápido, com menos chances de causar hematomas e de menor grau de complicação.

Cirurgia de Varizes por Espuma
Também conhecido por Escleroterapia de Espuma consiste na aplicação feita via seringa e agulha com medicamento semelhante a uma espuma. Ao ser injetada na veia, a substância provoca uma fibrose elevando ao fechamento e inutilização da mesma.

Escleroterapia de Vasinhos
Consiste na aplicação intravenosa de medicamento esclerosante para obstruir o fluxo de sangue nas veias alteradas. O procedimento melhora o aspecto estético das pernas e pode ser feito no próprio consultório sem a necessidade de anestesia.

Feridas

Alta Tecnologia a Vácuo
É altamente indicado para casos de úlceras por pressão, cirurgias abdominais, feridas ortopédicas, entre outros, pois além de manter a ferida limpa, também drena as secreções, favorecendo o crescimento da pele e diminuindo o edema.

Laser
O método a laser é um tratamento rápido e eficaz, na qual acelera a cicatrização e melhora os processos inflamatórios. É indicado para feridas cirúrgicas, feridas abertas (úlceras varicosas), lesões do pé diabético, entre outras, não tendo contraindicações.

Luz com LED
O método trabalha na reparação das células comprometidas, acelera a cicatrização de úlceras e a redução de edema durante a inflamação, fundamental para o processo final de cicatrização da pele.

Aneurismas com stent
O processo é minimamente invasivo no tratamento de aneurismas e consiste em reconstruir a parede arterial. O stent tem a missão de reordenar o fluxo sanguíneo e pode ser aplicado em qualquer idade ou pessoa respeitando as características físicas.

Embolização de Mioma Uterino
A técnica é minimamente invasiva e consiste em obstruir os vasos sanguíneos que nutrem o tumor, ocasionando na diminuição do mioma. Dessa forma, o útero é preservado e permite que mulheres possam engravidar.

Doenças

Aneurismas

Aneurisma é a dilatação anormal de um vaso sanguíneo, que surge quando há alguma região enfraquecida na parede do vaso, podendo ser congênito, ou seja, o indivíduo nasce com o problema, ou pode se desenvolver tardiamente, caso o vaso seja lesionado. Outros fatores podem contribuir para o enfraquecimento da parede arterial, como o fumo, a hipertensão e o alcoolismo.

Existem vários tipo de aneurisma, aqui tratamos do aneurisma da aorta abdominal. A aorta é a maior artéria do corpo humano, e é responsável por levar sangue do coração para todos os órgãos, passando pelo tórax e abdômen.

Trata-se de uma doença grave, com altas taxas de mortalidade, mas com grandes chances de cura quando diagnosticada precocemente. Cerca de 4% da população sofre com o problema e, em pessoas com mais de 60 anos, o percentual aumenta para 6%.

Sintomas
Pessoas diagnosticadas com essa condição relatam sinais de pulsação abdominal, dor na região lombar ou sensação de peso abaixo das costelas.

Fatores de risco

  • Idade acima dos 60 anos
  • Tabagismo
  • Hipertensão
  • Colesterol alto
  • Ser do sexo masculino
  • Histórico de aneurisma na família

Diagnóstico
Um aneurisma pode ser detectado pela primeira vez durante um exame físico de rotina, por raio X ou ultra-sonografia abdominal realizada para investigar outros sintomas, durante um check-up, ou quando a pessoa está hospitalizada por algum outro problema. Para confirmar o diagnóstico, um exame físico completo e exames de imagem são necessários.

O médico perguntará ao paciente sobre a existência de dores lombares ou sensação de peso abaixo das costelas. O exame cuidadoso do abdômen poderá identificar sensação de dor e tumoração pulsátil. Um exame de raios X pode ser necessário para descartar outras causas de sintomas abdominais.

A ultra-sonografia abdominal é o exame mais utilizado para o diagnóstico do AAA. É rápido, indolor, eficaz e de baixo custo. A angiotomografia computadorizada é o exame de escolha para confirmar as medidas do aneurisma e também permite a identificação de doenças associadas. Angiorressonância magnética e arteriografia (aortografia) também podem diagnosticar aneurismas.

 

Varizes

Varizes são veias dilatadas, deixando sua posição normal (reta) e passam a ser tortas e saltadas. Diferenciam-se dos vasinhos, que ficam localizados nas camadas mais superficiais da pele e com 1mm de diâmetro, contra 3mm das varizes. O principal fator causador é a predisposição genética, seguido do uso de anticoncepcionais, gravidez, passar muito tempo sentado, ou em pé e idade avançada.

Tratamentos
Os vasinhos podem ser tratados com medicamentos aplicados em injeções diretamente nas veias. Outra opção é o laser, que usa a temperatura para “queimar” o vaso. No caso das varizes, o método mais comum é a intervenção cirúrgica para a retirada das veias comprometidas, ou com aplicação de laser e espuma.

Prevenção
A melhor forma de prevenir é adotar um estilo de vida saudável, com atividades físicas regulares, alimentação saudável e o uso de meia elástica.

 

Trombose

Trombose venosa é o entupimento de uma veia que dificulta a passagem de sangue a um local do corpo. Os principais casos acontecem nas pernas e virilha, conhecido por trombose venosa profunda, porém, a trombose pode surgir no pé, na cabeça e no intestino. Os principais fatores de risco encontram-se em sedentarismo, atividade laboral em ortostase, gestação, história familiar e imobilidade. Indivíduos que foram submetidos a cirurgias ortopédicas, fumantes e que passam muito tempo em pé ou sentados também correm o risco de desenvolver trombose.

Sintomas
Dentre os sintomas apresentados estão o inchaço e a dor intensa no local afetado, aumento da temperatura e alterações na cor da pele no local.

Diagnóstico
O diagnostico é feito através de exames de imagem, como ultrassom, angiografia ou tomografia computadorizada que auxilia o médico a localizar o coágulo, ou através de exames de sangue para avaliar a viscosidade do sangue.

Tratamentos
Em casos extremos pode ser recomendado a cirurgia para a retirada do coágulo, mas para casos menos complicados é comum as injeções de Heparina e de remédios anticoagulantes via oral.

 

Mioma Uterino

Mioma é um tumor benigno localizado no tecido do útero, causando um crescimento anormal da musculatura do órgão e costumam aparecer durante a fase reprodutiva da mulher. Entre suas principais causas estão o histórico familiar, o uso de anticoncepcionais e mulheres que tiveram sua primeira menstruação muito cedo.

Sintomas
Normalmente os miomas são assintomáticos, porém, pode ser notado alteração no ciclo menstrual, anemia, dor na região lombar e aumento do volume abdominal.

Diagnóstico
O mioma é descoberto durante exames de rotina feitos no consultório e confirmado através de exames de imagem, como a Ressonância magnética e o Ultrassom.

Tratamentos
O tratamento depende do tamanho e da localização do mioma. Caso o paciente não apresente dor, nenhum tratamento é necessário e quando há dor, remédios podem ser receitados e em casos extremos, a intervenção cirúrgica.

 

Cateter e Fistula de Hemodiálise

A fístula artério-venosa foi à solução encontrada para criar um vaso periférico, com alto fluxo e mais resistente a punções repetidas, onde pacientes em diálise são submetidos a uma pequena cirurgia vascular na qual uma artéria é ligada a uma veia. O procedimento torna a veia mais fácil para ser puncionada, porém, a fístula leva até um mês para se tornar apta a punção e aos pacientes que não podem esperar precisam do cateter, introduzido na veia jugular até a veia cava (próxima da entrada do coração).

 

Pé Diabético

O Pé Diabético é uma complicação da Diabetes que ocorre quando uma área ferida ou infeccionada dos pés desenvolve uma úlcera.

Sintomas
É necessária a vigia constante dos pés e note ao aparecimento de feridas, bolhas, unhas alteradas, manchas avermelhadas e qualquer sinal de proeminências ósseas ou mudança no formato dos pés. Procure sapatos de sola macia e evite o uso de chinelos e sandálias muito abertas e não ande descalço para não provocar machucados.

Diagnóstico
O diagnostico é feito através de exame físico da lesão, que normalmente não causa dor e por isso o diagnostico é tardio na maioria dos casos.

Tratamentos
É fundamental tratar todos os casos como graves, devido à rápida evolução da doença. Para isso, é necessário o controle da glicemia, com o devido tratamento para cada caso, assim como a limpeza do local afetado. Intervenção cirúrgica e a simpatectomia podem ser consideradas em alguns casos.

 

Úlcera Varicosa

É uma lesão nas pernas proveniente de varizes em especial com doença que acomete a veia safena.

Sintomas
Os principais sintomas são inflamações na pele que pode causar coceiras e machucados, iniciando o processo da úlcera.

Diagnóstico
Em pacientes com varizes as úlceras venosas se apresentam normalmente na parte interna da perna ou com manchas marrons também nas pernas e geralmente não apresentam dor e seu crescimento é lento e progressivo.

Tratamentos
O primeiro passo é controlar a hipertensão e sempre que possível elevar o nível das pernas acima do coração, melhorando a circulação local e acelerando o processo de cicatrização. Intervenção cirúrgica é recomendada para a retirada das veias varicosas acometidas, que normalizará a circulação local.